Karol Costa
Cartas da Karol
Capa Meu Diário Textos Áudios Fotos Perfil Livros à Venda Contato Links
Textos
O Passageiro lhe basta?
Tantas vezes disseste que não gostaria de ser como a multidão, mas tendes muitas vezes em seguir pelo caminho no qual tornasse mero passageiro na vida de outrem.
Ah! Meu filho, minha filha como podes ser assim? Não lhe julgo pela fraqueza que lhe acomete, pois sei que vosso coração é gigantesco e merece tanto amor que nas ocasiões de vossa vida vai cedendo.
Sabes que vosso coração não mais concorda com essa atitude que o mundo quer lhe proporcionar, reflita, não se julgue, apenas coloque na balança se vale a pena se sujeitar a situações desnecessárias por um prazer tão pequeno e passageiro.
O mundo lhe dará várias oportunidades de se perder e em verdade vos digo, a pior prisão é aquela que não tem grades e nem paredes, porque tudo permite e não pesa as consequências.
Pode pensar e dizer a si mesmo(a): Mas por que não posso desfrutar das coisas do mundo? Se queres as coisas terrenas tudo pode, mas o sagrado carece de corpo são, mente sã, bons hábitos, bons princípios, boa convivência.
Conheça pessoas, avalie se vale a pena, se haverá algo a somar, caso as respostas sejam negativas, pare, pense e deixe ir, melhor que este mal não lhe alcance e faça estragos.
Karol Costa
Enviado por Karol Costa em 23/06/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários