Karol Costa
Cartas da Karol
Capa Meu Diário Textos Áudios Fotos Perfil Livros à Venda Contato Links
Textos
Coração calejado
Quem nunca, não é?
Passou por situações difíceis por acreditar que as coisas iam melhorar, mas nada mudou não é? Ou até mesmo a situação piorou muitas vezes, enquanto em raros casos em que você e seu(sua) parceiro(a) “tomaram” consciência e as coisas mudaram.
Entretanto, se analisar friamente ao deixar as emoções um pouco de lado, o seu racional grita incansavelmente a olhos vistos que a mudança só acontece quando a própria pessoa tem consciência de suas limitações e há o interesse real de melhor, caso contrário não passaram de promessas vazias.
Fracassos amorosos, quem nunca?
Alguns amores mas sem amor. Ah! Esse é mais comum do que se pode imaginar, estar com alguém apenas por não querer estar sozinho(a), pior ilusão em que se pode apegar.
Se amar é tudo, te sustenta, te transcende e acima de tudo não permite que o outro lhe faça a submeter a situações desnecessariamente, entenda, compreenda e absorva a idéia de que o outro é para agregar/somar e não pode ser seu centro.
Acima de tudo se dê prioridade, se cuide e não aceite em hipótese nenhuma menos do que merece.
Mas, o que seria amar? Talvez seja entender que todos, isso mesmo, exatamente todos sem exceção, são imperfeitos e possuem limitações, é seguro e saudável “colocar na balança” se as manias são suportáveis a serem convividas diariamente sem causar peso e dor.
Entenda, compreenda, enxergue que tudo que seja pesado deve ser deixado de lado pois será um peso alto a ser pago.
Sim caro(a) leitor(a), tudo possui preço, a cada escolha algo é deixado para trás.
A base é se curar, se perdoar e deixar a culpa para trás, ela é uma bagagem pesada demais e que de nada adianta carrega-la pois já passou, apenas tire uma lição, um aprendizado daquela situação já que é algo que não deseja que se repita.
As coisas só se repetem quando permitimos cometer os mesmos erros sem necessidade.
O que for verdadeiro independente do tempo, do lugar vai perdurar e nem mesmo a distância poderá apagar e sucumbir o sentimento que ali existir.
Karol Costa
Enviado por Karol Costa em 19/06/2020
Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Comentários